domingo, 7 de janeiro de 2018

Punta Cana - Parte I

No ano de 2017 devido a eu estar a realizar uma pós-graduação até meados de Julho, não nos foi possível viajar em Abril / Maio como habitualmente.
Decidimos por isso fazer umas férias em família em Agosto e o destino só poderia ser praia. Os próximos destinos na lista seriam as ilhas espanholas ou as Caraíbas.
Uma vez que o passaporte que tiramos em 2016 para o Tomás ir a Cabo Verde apenas tinha validade de 2 anos, decidimos tirar proveito desta condição e optamos pelas Caraíbas.
Já tínhamos estado no México em 2010, na nossa lua-de-mel, e por isso os destinos agora seriam Cuba ou Republica Dominicana. Sendo Cuba um destino mais “cansativo” para conhecer com uma criança de 4 anos, em que pelo menos gostaríamos de visitar Varadero e Havana, a escolha final foi Punta Cana, na Republica Dominicana.
Aproveitamos uma das promoções de reservas antecipadas na Abreu, em meados de Março, em que as crianças não pagavam absolutamente nada. Isto permiti-nos optar por um resort superior: o Riu Palace Bavaro. Tínhamos muito interesse em conhecer esta cadeia hoteleira pois já tínhamos estado nos Bahia Principe no México.
Ao contrário da sorte que tivemos em 2010 quando voamos para Cancun, Mexico, desta vez não tivemos voo direto do Porto e por isso tivemos de viajar até à capital. Analisamos todas as hipóteses: de avião, comboio e carro e sendo 3 passageiros, acabou por ser mais vantajoso ir de carro e deixar o carro no parque do aeroporto.



Viajamos com a Orbest pelo operador Jolidey. Tudo estreias já que em 2010 fomos pela Soltour na White.
A partida de Lisboa foi na hora marcada às 16:00 e o voo foi muito tranquilo mesmo o Tomás não tendo pregado olho nas quase 9h de voo! Partimos e chegamos de dia e daí não lhe ter dado o sono… esteve sempre entretido com os seus carrinhos, os vídeos no tablet e as refeições que fomos fazendo ao longo do voo.



Aterramos em Punta Cana cerca das às 20:00 locais e depois dos formalismos de desembarque, lá fomos de autocarro para o nosso resort. Apenas tivemos tempo de deixar as nossas coisas no quarto e ir comer algo antes que o restaurante buffet fechasse. Depois viemos dormir pois já estávamos a sofrer com o jet lag… no dia seguinte fomos explorar o resort mas este post já se alonga… fica para o próximo post!

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Milão & Verona – Parte III

O último dia em Milão foi muito curto pois tínhamos voo de regresso ao fim da tarde. Aproveitamos a manhã para conhecer o Castelo Sforzesco e o Parque Sempione, onde se encontra o Arco della Pace, uma espécie de Arco do Triunfo de Milão.






Depois voltamos à Piazza Duomo para as últimas fotos e para almoçar.





Optamos por almoçar na Pizzaria Spontini, junuo ao Duomo, que servem deliciosas pizzas à fatia.



E assim nos despedimos da cidade de Milão… regressamos à estação central para apanhar o autocarro que nos levaria até ao aeroporto de Bergamo e voamos de regresso a casa!


quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Milão & Verona - Parte II

No segundo dia em Itália, fomos a Verona de comboio desde Milão. As viagens foram pré-reservadas online no site da Trenitalia, que oferece promoções de compra antecipada, 2x1, etc.


Marcamos ida de manhã e volta para o final do dia pois a viagem é curta, dura cerca de 1h30 e um dia chega perfeitamente para conhecer Verona.



Depois de sair da estação e caminhar alguns metros, a primeira paragem é na Piazza Bra. Aqui  fica a Arena de Verona e havia uma espécie de mercado de Natal com várias barraquinhas.



Seguimos em direcção ao ex-libris da cidade, a casa de Julieta, onde podemos ver a famosa varanda e a estátua de bronze da Julieta, cuja lenda diz que, para ter sorte no amor, devemos tocar no seu seio direito.





A próxima paragem foi na Piazza delle Erbe onde se encontra o chafariz da Nossa Senhora de Verona e a coluna de San Marco com o leão, símbolo da república de Veneza.



Passano pelo Arco dela Costa, saímos da Piazza delle Erbe e entramos na Piazza dei Signori, conhecida e muito visitada pelas suas três atrações: a Loggia del Consiglio (que tem o teto enfeitado com estátuas de personalidades nascidas na cidade), a estátua de Dante e a Torre dei Lamberti.




Para terminar, fizemos uma caminhada com destino ao Castelvecchio, passando pela Ponte Scaligero, que atravessa o rio Adige.


Atravessamos o Castelvecchio, o imponente castelo símbolo de Verona, e encontramos mais uma ponte: a Ponte Pietra.




Os dias de Dezembro são curtos e por esta altura já estava escuro e um frio de rachar… Como tínhamos comboio pré-reservado, não tivemos outro remédio senão esperar e desesperar pela hora da partida de Verona num café quentinho!





 
footer